Você entende de dieta? Vegetarianos não são todos iguais

Você entende de dieta? Vegetarianos não são todos iguais

novembro 1, 2018 1 Por admin

Muita gente fica confusa, senão incrédula, diante de tantas filosofias e modismos de alimentação que existem por aí. Certamente você já ouviu falar em dieta vegetariana, dieta naturista, dieta vegana, dieta macrobiótica, dieta da proteína, etc.

Qual é o significado básico de cada um desses tipos e filosofias de dieta? Vejamos:

Dieta vegetariana e similares

É aquela que abole as carnes, inclusive de peixes e aves. Há os vegetarianos estritos ou puros, os veganos, que excluem todo produto de origem animal da alimentação, não usando, portanto, laticínios e ovos. Trata-se de um programa que, embora compatível com a boa nutrição, requererá verdadeiro malabarismo para o adequado balanceamento. Os vegetarianos que consomem leite, derivados e ovos são habitualmente denominados vegetaristas ou lacto-ovo-vegetarianos, e os que apenas permitem o leite, lacto-vegetariano. Os vegetarianos não são necessariamente naturistas, e sua dieta pode ou não ser adequada e balanceada.

Dietas semivegetarianas

São aquelas que admitem o consumo de certas carnes, como as de peixe e/ou aves: dieta piscovegetariana e dieta avipiscovegetariana.

Dieta macrobiótica

A macrobiótica é um sistema de vida que inclui dieta baseada em filosofias orientais como o Taoísmo e o Zen Budismo. Os alimentos estão classificados de acordo com uma escala de dois princípios complementares, Yang e Yin, em função dos quais a dieta é balanceada. Os alimentos básicos são os cereais integrais, especialmente o arroz, Frutas, hortaliças e certos peixes são permitidos em proporções calculadas e pequenas. A ingestão de líquidos é limitada. Leite e ovos são desaconselhados. O emprego da cocção é habitual, sendo diminuta a ingestão de alimentos crus. Uma dieta macrobiótica vegetariana exclui todas as carnes, inclusive peixes e aves.

Dieta naturista

A dieta naturista dá preferência aos alimentos na sua apresentação mais natural possível. Deste modo, utiliza os cereais integrais, prefere os vegetais cultivados organicamente e sem agrotóxicos, aconselha o uso abundante de frutas e hortaliças frescas, e descarta ovos de granja e carne de gado anabolizado. Alguns naturistas comem carne de certos peixes e aves (“carnes magras”), admitindo o uso de carne de gado não tratado com hormônios. Outros consentem com o uso de carnes em geral, exceto as vermelhas. Ainda outros excluem todo tipo de carne da alimentação, sendo, portanto vegetariano-naturistas.

Dieta crudista

Compõe-se de grande parte de alimentos crus ou exclusivamente deles. A base da alimentação está formada por frutas e hortaliças, completada por nozes, amendoim, castanhas e cereais consumíveis crus, como milho verde e aveia trilhada. Alguns admitem o leite cru. Há risco significativo de má nutrição numa dieta como essa. O praticante do crudismo acabará limitando sua ingestão a uma variedade reduzida e monótona de alimentos disponíveis, deixando de suprir necessidades fundamentais como os requerimentos calóricos, protéicos e lipídicos (macronutrientes). Outrossim, os alimentos crus oferecem hoje importante risco de contaminação química e microbiológica.

Dieta vegetariana não-naturista

É a dieta vegetariana comum, que simplesmente abole as carnes sem observar o princípio da alimentação natural. São usados produtos beneficiados e refinados como arroz, pão e macarrão branco, açúcar e preparações que o incluem como ingrediente. Ovos e leite, em geral, são consumidos à vontade. Na maioria das vezes esta dieta, como já comentamos, é tão deficiente e prejudicial como a alimentação comum, destituída de qualquer critério filosófico. Não há regra nem cuidado de selecionar alimentos realmente saudáveis e nutritivos. A proscrição das carnes e às vezes feita por motivos religiosos, culturais, étnicos, econômicos, familiares ou até por modismo.

Dieta da proteína

Baseada em proteínas animais e alguns vegetais, é prescrita em alguns regimes de emagrecimento. Desbalanceada, não permite um emagrecimento saudável nem sustentável, embora agrade muita gente, pois leva à perda rápida de peso. Perda de peso e perda da saúde.

Dieta vegetariano-naturista

E aquela que ao mesmo tempo exclui carnes e dá preferência aos alimentos naturais. Quando praticada de modo racional e criterioso, pode ser consideravelmente saudável, harmonizando-se com a nutrição e a fisiologia humana. É certamente o regime mais indicado, mais vantajoso sob vários aspectos. Porém é aconselhável que os ovos e os laticínios, quando usados, sejam de procedência confiável.

Agora responda: Em que classe você deve enquadrar a sua dieta? Está de acordo com os princípios da boa saúde, emitidos pelas instituições de saúde mais credenciadas?