Chocolate: Saudável ou não? Nutricionista explica tudo para você

Chocolate: Saudável ou não? Nutricionista explica tudo para você

abril 3, 2019 0 Por admin

Aprenda como escolher o chocolate que faz bem à saúde e entenda o bem-estar que esta doce tentação proporciona.

Se, apenas de olhar a imagem abaixo, você já saliva, devore esse artigo com sabor de chocolate da nutricionista Flora Vieira antes de mergulhar nas compras de Páscoa. Esse moreninho tentador pode ser um príncipe de lamber os dedos ou um arrasador de corações. Respire fundo, informe-se e aprenda como lidar com o galanteador. E acredite, o diferencial dele está no teor de cacau! AH! E só para constar, ‘theobroma cacao’ é uma planta nativa de uma região que vai do México, passando pela América Central, até a região tropical da América do Sul, e seu cultivo é feito há mais de 3 mil anos. Ó, Deus!

Foto: Thinkstock

Os benefícios do chocolate

Diversos estudos já foram realizados, relacionando o consumo de chocolate a benefícios para a saúde. No entanto, é importante destacar que estes estudos, em sua maioria, são realizados com o consumo de 37 a 50g de chocolate com teor de 70 a 74% de cacau, por dia, durante um período determinado. O consumo de chocolate amargo (feito com cacau puro e sem adição de gorduras do leite) apresenta benefícios, sim, mas vamos fazer a escolha certa!

Os benefícios do chocolate estão no cacau, que é rico em polifenóis, que possuem função antioxidante, função esta que atua na proteção contra o desenvolvimento de câncer, doenças cardiovasculares, entre outras patologias.

chocolate amargo melhora o fluxo arterial e a saúde cardiovascular, pois reduz os níveis de colesterol LDL (conhecido como “mau colesterol”) e aumenta os de HDL (o “bom colesterol”), controlando a pressão arterial, diminuindo a coagulação de plaquetas e obstrução de vasos sanguíneos. Ou seja, reduz as chances de infarto e AVC.

chocolate com alto teor de cacau também melhora da sensibilidade à insulina e contribui para a queda dos níveis de glicose.

Chocolate e o bem-estar de saboreá-lo

Importante destacar o bem-estar que o chocolate proporciona, pois pode aumentar a produção de hormônios ligados ao prazer, endorfina e dopamina.

A teobromina é outra substância presente no cacau que ajuda no relaxamento dos vasos, colaborando com a redução da pressão arterial e ainda relaxa os brônquios, amenizando tosses.

O consumo do chocolate amargo deve ser moderado, pois em sua constituição há açúcares e gorduras.

chocolate em po amargo Foto: Thinkstock

Como escolher o chocolate saudável?

  • Devemos observar no rótulo quais opções de chocolate possuem mais cacau;
  • O cacau, quanto mais escuro, melhor a qualidade;
  • Atenção: Estes benefícios relacionados no artigo não se aplicam ao chocolate branco, que não tem o cacau puro e sim a manteiga de cacau.

E os achocolatados?

Em média, os achocolatados são constituídos de 70% de sacarose (sim, açúcar) e 30% de cacau em pó. Mamães e papais, essa não pode ser uma opção para o lanche das crianças diariamente!!!! Vamos substituir por sucos naturais (da fruta!).

O chocolate em pó possui maior concentração de cacau, porém ainda tem muita sacarose.

Já o cacau em pó não possui sabor doce, sim amargo, e pode ser utilizado em receitas, como vitaminas, shakes e bolos.

Nessa Páscoa, que tal trocar o chocolate ao leite pelo rico em cacau?

Para isso, vamos observar a lista de ingredientes do rótulo e escolher os chocolates nos quais o cacau aparece como primeiro ingrediente da lista (lembrando que os ingredientes são organizados por ordem no rótulo: os ingredientes em maior quantidade aparecem primeiro). Esta informação você não sabia, né? Fique de olho!